Poema suspenso para uma cidade em queda
Uma pessoa cai do topo de um prédio e não chega ao chão... Leia mais

Uma pessoa cai do topo de um prédio e não chega ao chão. Os anos passam e toda a vida dos moradores desse local se congela em seus próprios traumas, enquanto aquele corpo permanece em suspenso. Após 33 anos, o corpo continua “sem cair”, e as histórias de cada morador se amarram de formas inusitadas. Presos numa espécie de “buraco negro pessoal”, os personagens vivem uma experiência que não finaliza, gira em círculos e ignora seu entorno. Trata-se de uma fábula contemporânea sobre a sensação de suspensão e paralisia geral do mundo.

Categoria:
Drama
Classificação:
14 anos
Duração:
1h 10m
Elenco:
Verônica Gentilin, Virginia Iglesias, Lucas Beda, Marcos Felipe e Sandra Modesto
null:
Luiz Fernando Marques
  1. Teatro João Caetano R. Borges Lagoa, 650 - V. Clementino - Tel: 5573-3774 Apresentações:

ESPETÁCULOS EM DESTAQUE