O Pornosamba e a Bossa Nova Metafísica
A peça foi criada em sala de ensaio por experimentos de a... Leia mais

A peça foi criada em sala de ensaio por experimentos de associação livre e sugestões sonoras. O título é uma citação do poeta Roberto Piva, que faz uma analogia do samba com a pornografia no sentido de que o “bom ouvido” não dá lucro às gravadoras. Carregada de símbolos, a encenação conta com uma primeira parte expressionista, conduzida por Carmen Miranda (Gabriela Morato) e Ismael Silva (Diogo Cintra). Nesta, gravações originais sintetizam uma parte da história do Brasil até “a morte” do samba junto com sua embaixatriz em depressão, amparada por milhares de comprimidos. Cenas também recriam fatos sobre compositores que se tornaram lendas da música brasileira, como o suicídio de Assis Valente, o soco de Madame Satã (Valcrez Siqueira) em Geraldo Pereira, que o levou à morte, e a partida precoce de Noel Rosa (Gustavo Oliveira) e sua relação com a cantora Aracy de Almeida (Bia Sabiá).

Categoria:
Musical
Classificação:
16 anos
Duração:
1h 20m
Elenco:
Gabriela Morato, Marcelo Marcus Fonseca, Vinicius Arabe, Diogo Cintra, Gustavo Oliveira, e grande elenco
Diretor:
Marcelo Marcus Fonseca
  1. Teatro do Incêndio Rua Treze de Maio, 48 – Bela Vista - Tel: 2609-3730 / 2609-8561 Apresentações: Sáb 21h, R$80 | Dom 20h, R$80 Temporada: A partir de 14/09/2019 até 15/09/2019

ESPETÁCULOS EM DESTAQUE