Projeto “Escola na Cena” oferece oficinas gratuitas!

A cidade de São Paulo vai ganhar um novo incentivo ao desenvolvimento da arte e da cultura. O Teatro Commune, o Teatro Viradalata, o Teatro Garagem e o Teatro Ruth Escobar são alguns dos espaços nos quais acontece de 13 a 17 de novembro de 2017, o Projeto Escola na Cena, que tem como proposta formar jovens espectadores de escolas públicas do município e do estado.

A ideia é estimular estudantes da rede pública a criar gosto pelo teatro, conhecendo a cena independente e vivenciando diferentes linguagens e estéticas nos espaços de rua. Numa relação direta e mais intimista com os artistas. O projeto, inspirado no programa Formación de Espectadores de Buenos Aires, premiado projeto, com mais de 10 anos de existência, se tornou possível graças a uma emenda parlamentar do vereador Police Neto e o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

Nos últimos anos, a frequência de público nos teatros diminuiu. Por isso, é necessário e urgente pensar e investir em ações e políticas de formação de público, principalmente entre os jovens e alunos de escolas públicas, potencializando o acesso, o usufruto e as atividades dos inúmeros teatros de rua de nossa cidade. A linguagem teatral potencializa as experiências educativas dos jovens, aproximando-os sensível e conceitualmente das questões do meio em que vivem”, comenta Augusto Marin, da Rede de Teatros Independentes e coordenador do projeto.

Com o intuito de atuar neste contexto, a Rede de Teatros e Produtores Independentes de São Paulo e a Commune, estão realizando um “Seminário Internacional sobre a Formação de Espectadores” e uma “Oficina de Formação com Professores da Rede Púbica e Gestores Culturais” para que esses agentes possam fazer ser interlocutores entre as escolas e o segmento cultural e vice-versa. As inscrições são gratuitas para ambas atividades, mas com vagas limitadas.

A Rede de Teatros e Produtores Independentes de São Paulo, formada por teatros e grupos da cena independente da cidade, trabalha há quatro anos pela proteção dos espaços de rua e a construção de políticas e programas para a cena independente, como foi a aprovação da Lei de Isenção de IPTU para os teatros de rua.

Vivemos uma era digital, na qual os jovens se comunicam muito mais pelo celular que presencialmente, isso tem que ser levado em conta quando pensamos a relação desses jovens com o teatro”, comenta Carlos Meceni, integrante da Rede de Teatros e organizador do projeto.

A ideia é criar em São Paulo um programa organizado pelos teatros e produtores independentes, unindo as Secretarias de Cultura e Educação do Município”, comenta Ale Golik, também integrante da Rede de Teatros e organizadora do projeto.

 

Estrutura – “Escola na cena”:

Ao todo, o projeto contempla três módulos. São eles:

Seminário Internacional Formação de Espectadores na Era Digital com mesas sobre os Programas de Formação de Espectadores e a Gestão e Políticas Públicas para os Teatros Independentes no Brasil e na Argentina, com a participação de Aimée Pansera e Andrea Hanna do Programa de Formação de Espectadores de Buenos Aires, Flavio Desgranges, professor doutor da UDESC e autor de A Pedagogia do Espectador, José Police Neto, vereador, André Sturm, Secretário Municipal de Cultura, Alexandre Schneider, Secretário Municipal de Educação, Antônio Carlos Sartini, administrador cultural e membro da Fundação Caloustre Gulbenkian.

Além deles, estarão também na abertura o ator, diretor Sérgio Mamberti, Beth Azevedo, professora doutora e Coordenadora do Centro de Documentação Teatral da USP, José Roberto Sadek, Diretor da TV Escola e Secretário de Cultura do Estado de São Paulo, Luiz Amorin, ator e presidente do Instituto Internacional de Teatro da Unesco, Binho Riani, gestor e consultor cultural, professores da rede pública, gestores culturais, entidade teatrais e convidados.

Oficina de Formação de Professores de Escolas Públicas e Gestores Culturais, coordenada por Aimée Pansera e Andrea Hanna, do Programa de Formação de Espectadores de Buenos Aires, Argentina.

Experiência piloto de formação de jovens espectadores na faixa entre 11 a 17 anos com a apresentação de seis espetáculos nos teatros independentes, com um debate posterior que contará com a participação dos especialistas argentinos.

 

Saiba mais:

Quando: 13 a 17 de novembro | Cerimônia de abertura: Biblioteca Mario de Andrade

Metodologia: realizar sete sessões de espetáculos diferentes em quatro teatros independentes da região central da cidade com 100 estudantes em média por teatro.

Diferencial: a realização das peças em pequenos espaços de rua nos quais os estudantes tem um contato intimista com os artistas e a obra, o que propicia outros níveis de percepção sobre o espetáculo.

Seleção dos espetáculos: peças que já estiveram em cartaz, com critérios, como: qualidade artística, diversidade estética e temáticas contemporâneas, que contribuam para a ampliação do universo cultural e a reflexão crítica dos jovens.

Seleção das Escolas: as escolas serão escolhidas de acordo com as regiões da cidade e a localização dos teatros que participarão do projeto.

Debate: após cada espetáculo, acontece uma conversa-debate com os artistas com mediação dos monitores do projeto. O objetivo é fazer os jovens narrem sua experiência como espectadores e expressem percepções e sentimentos sobre a obra e seus aspectos sensíveis e técnicos.

 

Por que Formação de Espectadores e não de público: o uso da palavra “espectadores” nos parece mais apropriado para a relação que se estabelece nesses pequenos espaços, de forma mais singular e intimista, quase pessoal.

Realização: Commune e Rede de Teatros e Produtores Independentes

Produção: Cris Abramo, Bruno Pog, Kelly Laser, Alcione Alves

Correalização: Secretaria Municipal de Cultura e Prefeitura de São Paulo através de uma emenda aprovada pelo Vereador Police Neto.

 

O seminário e as oficinas serão gratuitos, mas com vagas limitadas. 

Inscreva-se pelo link: https://goo.gl/forms/AJGc1Wciy6kcZNqQ2  ou cursos@commune.com.br

Mais informações: (11) 3476-0792 ou (11) 9 7665 -2205 (atendimento também através de whatsapp).

Teatro Commune

Rua da Consolação, 1218, tel.: (11) 3476-0792

Mais informações: www.commune.com.br

10.11.2017
 
Author: Cristiane Joplin

Redatora do Guia de Teatro

Adicionar comentário